Casamento celta de Lili e Analu

Se você está precisando de inspiração, vem cá ver esse casamento.
Vocês que me acompanham sempre tenho certeza que sabem qual meu estilo de casamento preferido. Quais são aqueles que me fazem brilhar os olhos. E com certeza esse é um deles.
Preciso explicar? Uma celebração de amor, pura e simplesmente. Sem nenhum excesso. Ou melhor, com um único excesso, de afeto.
 Frufru

A escolha da data

“Liliane e eu nos casamos no dia 4 de setembro de 2016 data em que completávamos exatos 10 anos de namoro. Como sonhávamos com uma celebração de confirmação de nossa união, entendemos que seria interessante realizar a cerimônia nesta data.

frufru

A cerimônia celta

Somos espiritualistas e nossa doutrina não possui cerimônias de casamento. Por isso Lili começou a pesquisar na web qualquer outra possibilidade para um ritual que pudéssemos usar e encontrou uma ritualista de São Paulo que havia idealizado e celebrava cerimônias baseadas na cultura celta.

Chegamos a fazer contato mas o valor cobrado por ela na época ficava muito acima do que nosso orçamento permitia. Como a ideia atendia bem o que nós tínhamos idealizado, resolvi fazer uma pesquisa mais aprofundada sobre a cultura celta e descobri que o evento da menina de São Paulo não era uma ideia original e na verdade diversos sites ofereciam informações a respeito.

Assim decidi ler mais sobre o tema e reuni muitas informações que utilizei para fazer o roteiro para nosso casamento.

frufru

Alguns elementos da nossa cerimônia

No nosso casório eu incluí alguns elementos extras: logo após a cerimônia fizemos uma dança circular que foi divertida e criou um arremate na energia do grupo que momentos antes tinha retirado seus sapatos para fazerem uma prece pelos antepassados. Logo após a dança começamos a receber os cumprimentos ali mesmo no local da dança.

Em seguida direcionamos o grupo para uma área onde oferecemos espumante e pães a metro, como acontece na cultura celta, quando depois da colheita as famílias celebram juntas a fartura e prosperidade compartilhando o pão. Esse momento serviu para o brinde e também como entrada para a refeição.

Procuramos respeitar os detalhes principais dos celtas e enchemos tudo, tudo mesmo de muito simbolismo. Tudo que foi feito e compartilhado tinha a ver com nossa história.

Foi um dia mágico como vocês podem perceber pelas fotos.

Logo abaixo faço as recomendações dos fabulosos profissionais que nos ajudaram a realizar nosso sonho.

Analu”

https://casandoembh.com.br/aliancas-de-casamento-personalizadas-e-feitas-por-voces/ local-casamento-de-dia-2 fotos-casamento-homoafetivo-mulheres-fotografia-de-casamento-diurno-rio-de-janeiro-aline-lelles-casamento-ao-ar-livre-casamento-celta-48 casamento-celta-homoafetivo makinf-of-noiva casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo https://casandoembh.com.br/aliancas-de-casamento-personalizadas-e-feitas-por-voces/ casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-gay casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo joia-colar-noivas casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo maquina-de-escrever-3 casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo casamento-celta-homoafetivo

Frufru

Créditos:

Espaço: Sitio Pedaço do Paraíso / Fotografia: Aline Lelles / Fotógrafa convidada: Pink Miranda / Bolo e bem casados: Artesete Doces – Regina Gonçalves / Buffet: Alfas Buffet – Albino e companhia (foram perfeitos na confecção dos pratos vegetarianos que propusemos e que foi um desafio que eles cumpriram com maestria. Além disso apresentaram utensílios novíssimos e uma equipe atenciosa e experiente.) / Espumante do brinde: Casa Valduga comprado no Hortifruti / Música: Danilo Amorim é pianista e levou com ele um violinista (violino é o instrumento favorito de Lili) e um violoncelista (instrumento favorito da Analu). / Sonorização: Marcos Sonorização / Arranjador: Junior / Maquiagem: Tyna / Roupas: batas Canto Místico em Lumiar. Calças da Boteh Etnicos de Bertioga / Sapatos da Balisun / Arranjos de cabeça, enfeites de mesa, top de bolo, quadro de boas vindas: as noivas mesmas fizemos com material comprado no centro do Rio / Convites: Analu fez o layout e mandou imprimir em papel fotográfico / Produção: Analu, o amigo querido Cristiano Ramalho e Julio que comandaram a festa no dia. / Flores: Garden Center Vargem Pequena / Pétalas de rosas: Lírio Flores Vargem Pequena / Ritualista: Débora Viana, amiga que havia sido orientadora das noivas no projeto Arte de Viver / Música: DJ Marcio Storm foi quem colocou o som durante o almoço. Ele é meu cunhado e trabalha com rock. Mas para nosso casório eu pedi uma lista com musicas de nossa história e ele cumpriu a risca o pedido.

 

1 Comentário

  1. Ana disse:

    Que lindo!! Parabéns pela autenticidade, cada detalhe ficou um amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *