Pedido de casamento em Paris

Eu me encontrei com a Bruna no aeroporto, quando ela estava indo para Paris (o Lucas já estava lá). Ah, se eu soubesse que ela seria pedida em casamento lá… Teria feito tanto festa, dado tantos abraços, desejado tantas felicidades… Mas aí a surpresa não teria graça, né?

Bom, a Bruna teve o pedido de casamento de sonhos de muitas mulheres e contou tudo num relato detalhado, que mostra bastante da personalidade séria e honesta que ela tem. Mostra também a simplicidade de alguém que viveu um momento de sonhos, de um jeito leve e doce – como ela é e como (eu acho) que a vida deve ser.

Frufru

Nossa história

Eu e o Lucas temos vários amigos em comum. Não faltariam oportunidades para a gente se conhecer, mas o melhor de tudo, é que não nos conhecemos por nenhum de nossos amigos em comum, mas por causa do trabalho dele. O Lucas tem uma confecção de roupas e precisei fazer um pedido de camisetas para um acampamento da igreja, e recebi a indicação dos trabalhos dele. Lembro do dia que ele deixou as camisas no escritório da Mais Amor Cerimonial e eu comentei com a minha sócia: não estava esperando alguém tão bonito vir me entregar as camisas, rs.

Assim que cheguei do acampamento, recebi uma mensagem dele perguntando se eu tinha gostado das camisas. Logo pensei: quem faz pós vendas em um domingo à noite?

Desde aquele dia não paramos de conversar. Pouco tempo depois, quis fazer o pedido de mais algumas camisas, e ele disse que só faria na condição de eu sair com ele. Rs. Eu fui pega de surpresa.

Confesso que estava vivendo uma fase da minha vida tão plena que não estava pensando em relacionamentos. Eu tinha vários projetos e planos em uma lista imaginária de prioridades, e posso dizer que me envolver com alguém estava em um dos últimos lugares nesta lista. Mas o Lucas chegou chegando, como em um aviso de Deus pra mim: chegou o tempo que eu quero que você aprenda a viver família. Não eram os meus planos, mas eram os planos de Deus pra mim.

O que posso dizer é que quando esse tempo chega é tão pleno, tão leve. O Lucas me motiva, me apoia no meu trabalho e no meu relacionamento com Deus, e o principal, me aceita como sou. Ele se diverte com o meu jeito carismático de levar a vida. Ele também tem características que eu sempre sonhei. Acho ele muito engraçado, e nós dois juntos nos divertimos muito. Eu consigo achar graça de todas as suas piadas (e olha que são muitas), e por isso ele sempre faz muita graçinha para arrancar meus sorrisos e minhas gargalhadas. Ao mesmo tempo, ele consegue ser bem maduro, seguro de si e responsável com o seu trabalho. Ele é do tipo de pessoa que me faz sentir segura e protegida, e me faz lembrar de Jesus.

frufru

Os obstáculos no meio do caminho

Apesar da leveza em nos conhecermos, tinha algo que impedia tudo: Eu estava com uma oportunidade de me mudar de Belo Horizonte por um tempo. Eu sempre fui sincera com ele, apesar dos nossos sentimentos um pelo outro.

Saímos por 4 meses, quase todos os dias. Apesar de nos encontrarmos sempre, a gente nunca ficou. Achava que não seria honesto da minha parte despertar algo maior dele por mim, se eu não poderia nutrir aquele sentimento. Aconteceu que meus planos foram adiados. Com a notícia que eu ficaria em Belo Horizonte, a primeira coisa que fiz foi ligar para ele. Marcamos um encontro neste mesmo dia, onde eu dei a notícia.

Foi um dia marcante para nós dois. Estávamos apaixonados um pelo outro e o sentimento de podermos ficar juntos invadiu os nossos corações. Depois daquela conversa, o Lucas decidiu que me pediria em namoro. Mas ele fez à moda antiga, e marcamos um jantar para que ele conhecesse os meus pais. Não demos nem um beijo nesse dia. Decidimos que se passamos por tudo isso, esperaríamos o namoro para que o beijo acontecesse.

frufru

O pedido de namoro

O Lucas veio na minha casa, e os meus pais já gostaram dele com poucos minutos de conversa. Foi aí que ele pediu para eles a minha mão em namoro, e naquele jantar disse pra eles que ele já estava pedindo minha mão em casamento, pois ele tinha a certeza que eu seria a sua esposa. Os meus pais aprovaram, e ele me levou até o carro: lá ele tirou uma caixa do meu chocolate favorito e uma cartinha escrita à mão. Isso é raro em um homem, né? Foi aí que demos o primeiro beijo.

frufru

A viagem para Paris

O Lucas já estava com a viagem para Paris marcada hà quase um ano. Um casal de amigos iria se casar lá. Às vésperas do casamento, recebi o convite para fazer a assessoria do dia do nosso primeiro destination wedding. Comprei as passagens e lá estávamos em Paris.

No primeiro dia da viagem, pedi o Lucas para me fotografar no jardim do trocadero, bem pertinho da torre eiffel. Em Paris era primavera, e o jardim estava todo florido. O Lucas tirou uma foto minha e disse que naquele momento teve a certeza que seria naquele jardim que ele iria me pedir em casamento.

Foi aí que ele fez um plano. Ele sabe que eu sou apaixonada por fotografia, por isso, ele combinou com um casal de amigos fotógrafos para nos fotografar, sabendo que eu nem iria desconfiar. No dia logo pela manhã ele estava bem nervoso, e até opinou qual roupa eu deveria usar, o que eu achei bem estranho! Haha.

frufru

O pedido de casamento

Fomos para o jardim, e começamos a tirar as fotos. Quem conhece o Lucas de perto sabe que ele é mestre em fazer brincadeiras. Foi aí que ele abaixou, e fingiu que iria amarrar os sapatos. Só que neste momento, os nossos amigos presentes começaram a tirar o celular para filmar, e eu fiquei sem reação. Não sabia se ele estava falando sério ou se era brincadeira. E era verdade, ele tirou as alianças e me pediu em casamento, em Paris, do lado da Torre Eiffel.

Foi um momento incrível que não tenho palavras para descrever. Uma sensação única que só quem foi pedida em casamento sabe. Acho que só consegui entender a dimensão desse pedido foi quando eu retornei para o Brasil. Esse é o pedido de casamento sonho de consumo de tanta gente, e para mim foi tão natural e leve!

Hoje temos apenas 4 meses de namoro, para algumas pessoas pode ser loucura ficarmos noivos tão rápido. Porém o período de se conhecer foi fundamental para ter a certeza de que o Lucas é a pessoa que eu quero compartilhar a vida do meu lado. Tivemos meses para nos conhecermos, saímos bastante, mas sempre guardamos o nosso coração. A nossa ideia é nos casarmos no meio de 2018, e até lá teremos tempo para nos prepararmos financeiramente e espiritualmente para esse grande passo.

Por ser cerimonialista, tenho bastante experiência em organizar casamentos, mas sei que a preparação para o casamento vai muito além do que planejar o grande dia, mas para a vida de casados. Por isso vamos investir em leituras, curso de noivos e acompanhamento com casais com um casamento bem-sucedido. Quero ser a auxiliadora que o Lucas precisa dentro de um casamento. Quero ser sábia ao cuidar de um lar, e para isso precisamos nos preparar.

frufru

Dica importante:

Lembro de quando eu era bem mais nova, o quanto eu ficava ansiosa para ter alguém por perto. Quando eu entendi que não precisava de alguém para ser feliz, vi que estava pronta de fato para ter alguém.

O casamento não é para sermos felizes, mas uma escola, onde aprendemos juntos, diariamente. Aprendermos a perdoar, a amar, a renunciar.

Por isso, tenho certeza que toda a minha ansiedade enquanto mais nova não serviu para nada. No tempo certo, chega a hora de vivermos família, e hoje eu posso comprovar a verdade escrita no livro de Eclesiastes:

Tudo se faz formoso em seu devido tempo.

Bruna”

pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris pedido de casamento em Paris

Frufru

Créditos:

Fotografia: Compaixão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *